É Melhor Correr em Jejum ou Não?

Conheça a True - roupas esportivas de alta qualidade!

É Melhor Correr em Jejum ou Não?

corrida em jejum
Correr em jejum é um tema polêmico entre corredores e atletas. Descubra os prós e contras dessa prática e como evitar riscos à saúde.

Compartilhe:

Correr em jejum é um assunto que sempre gera dúvidas entre corredores e atletas em geral. Alguns acreditam que correr em jejum é uma prática saudável e pode até mesmo melhorar o desempenho, enquanto outros consideram essa prática perigosa e desnecessária. A verdade é que existem prós e contras em correr com o estômago vazio, e cabe a cada um decidir qual a melhor opção para o seu corpo e seus objetivos.

Correr em jejum: mito ou verdade?

A ideia de que começar a correr em jejum pode ajudar a queimar mais gordura e emagrecer é um mito que ainda persiste. Na verdade, o corpo precisa de energia para se exercitar, e se não há comida suficiente disponível, o organismo vai buscar energia nas reservas de glicogênio e gordura. O problema é que essa energia não é suficiente para um exercício intenso e prolongado, o que pode resultar em fadiga, tontura e até mesmo desmaios.

Por outro lado, há quem defenda que correr em jejum pode estimular a produção de hormônios que ajudam a queimar gordura e melhorar a resistência. Alguns estudos indicam que o exercício em jejum pode aumentar a sensibilidade à insulina e melhorar a utilização de gordura como fonte de energia. No entanto, esses benefícios só são observados em exercícios de baixa intensidade e curta duração.

Os prós e contras de correr com o estômago vazio

Correr em jejum pode ser uma opção para quem tem um estômago sensível ou não gosta de treinar logo após uma refeição. Porém, é importante lembrar que correr sem comer nada pode prejudicar o desempenho e a recuperação muscular. O ideal é fazer uma refeição leve antes do treino, com carboidratos de fácil digestão e uma pequena quantidade de proteína.

correr em jejum

Outro ponto a considerar é o risco de hipoglicemia, que ocorre quando o nível de açúcar no sangue fica muito baixo. Isso pode acontecer durante ou após o exercício em jejum, e os sintomas incluem tontura, suor frio, tremores e fraqueza. Para evitar a hipoglicemia, é importante monitorar os níveis de açúcar no sangue e fazer refeições equilibradas antes e após o treino.

Em resumo, correr em jejum não é uma prática recomendada para todos os tipos de exercício e para todas as pessoas. É importante avaliar o seu corpo e os seus objetivos antes de decidir se vai correr com o estômago vazio ou não. Se a opção for pelo jejum, é preciso tomar cuidado para evitar a fadiga, a hipoglicemia e outros riscos à saúde. O mais importante é manter uma alimentação equilibrada e adequada às suas necessidades de treino e saúde.

Quer ter mais desempenhos em seus treinos de corrida? Conheça a True. Produzimos roupas de ginástica com tecnologia de alta performance! Conheça a legging zero transparência da TRUE!

Outros Artigos:

Conheça a true:

0
    0
    Pedido
    Carrinho vazio
      Aplicar Cupom

      Faça seu cadastro para desbloquear DESCONTOS EXCLUSIVOS na sua primeira compra